curso de tecnologia de informacao

O aprendizado é voltado à aplicabilidade, com aulas dinâmicas e análise de casos atuais que alimentam a interação entre professores, alunos e mercado, resultando numa produtiva troca de experiências.

Coordenador de Polo: Claudio Skora [ @ ]
Responsável pela Secretaria: Ane Gonzalez [ @ ]

Desde 1998, os cursos superiores de tecnologia tem sido os que mais crescem no número de matriculas no Brasil. O número de cursos tecnológicos passou de 258 em 1998 para em 2008, aumento de mais de % em uma década, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas - INEP. No mesmo período, a totalidade dos cursos de graduação teve um crescimento (bacharelado e licenciatura) bem inferior, em torno de 250%. O número de matriculados nos cursos tecnológicos também cresceu no mesmo período, de para , ou seja, 426%. (MEC/INEP, 2009). [ 11 ]

Lucas Zarconi Cavalcanti Duarte é Mestre em Administração pela FGV EBAPE e Bacharel em Administração pela FGV EBAPE. Foi consultor da FGV Projetos, com experiência nas áreas de planejamento estratégico e gerenciamento de projetos. É professor da Graduação em Administração da FGV EBAPE na área de gerenciamento de projetos e autor de artigos publicados em congressos nacionais e internacionais. 

UOL CURSOS TECNOLOGIA EDUCACIONAL LTDA, com sede na cidade de São Paulo, SP, na Alameda Barão de Limeira, 425, 7º andar - Santa Cecília CEP 01202-001 CNPJ: /0001-93 Inscrição Estadual:

Tags: curso, de, tecnologia, de, informacao,

Foto sobre o assunto

curso de tecnologia de informacaocurso de tecnologia de informacao

Assista ao vídeo - curso de tecnologia de informacao

Pesquisa no portal
Blog do portal:

Desde 1998, os cursos superiores de tecnologia tem sido os que mais crescem no número de matriculas no Brasil. O número de cursos tecnológicos passou de 258 em 1998 para em 2008, aumento de mais de % em uma década, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas - INEP. No mesmo período, a totalidade dos cursos de graduação teve um crescimento (bacharelado e licenciatura) bem inferior, em torno de 250%. O número de matriculados nos cursos tecnológicos também cresceu no mesmo período, de para , ou seja, 426%. (MEC/INEP, 2009). [ 11 ]